19.11.09

Hoje disseram-me que era o Dia do Homem. Não sabia que já tinham instituído esse dia e nem sei o que ache. Pediram-me a opinião e achei melhor não dar. Por um lado acho bem. Há o dia do animal, o dia do deficiente, o dia do não fumador.... Qualquer dia instituem o dia do toxicodependente, o dia do não corrupto, o dia dos patrões, o dia do trabalhador...Ah, espera, este último já existe e até é feriado.... Pena é que eu, desde que trabalho, nunca tive direito a descansar nesse dia. Mas nunca pensei muito nisso.

Não é que eu ache que os homens não merecem ter um dia. Acho é que esses dias são uma estupidez pegada. Gostava de saber quem é que inventa coisas dessas. Será que não têm mais que fazer ou em que pensar?

Fui pesquisar. O Google deu-me várias pistas, mas nenhuma delas afirmava o dia 19 de Novembro como dia do homem. Procurei então só em Portugal e o que me apareceu foi uma catrefada de anúncios gays. 

Fiz bem em não der opinião. Às tantas era peta, tipo apanhados. Mas a mim é difícil apanharem-me nessas. Aliás, e por falar nisso, não sei como há pessoas que se deixam enrolar por esses tipos dos apanhados. Ontem vi um caso que era caricato: uma mulher estacionava um descapotável e pedia a uma qualquer pessoa que fosse a passar que lhe guardasse o carrinho uns minutos. Entretanto aparecia um bêbedo que fingia vomitar lá para dentro. Para além de não ter piada o que me causa espanto é que alguém se prontifique a ajudar. 

Se calhar o problema é meu. Há uns meses estive em Nuremberg com uns amigos e fomos abordados na esplanada por um alemão que nos pediu o telefone emprestado só para fazer uma chamadinha. Obviamente nem reagi, limitei-me a olhar com ar de gozo, tipo, deves estar a passar-te não? Mas como não sabia dizer isto em alemão não disse nada. O engraçado é que esse amigo emprestou o telefone, correndo o sério risco de ficar sem ele.

Concluo, por isso, que ainda há pessoas boas. Ou serão simplesmente otárias? Ou serei eu que sou má? Também, sempre que tento ser boa corre mal. Ainda ontem ia entalando o carro da minha mãe no portão eléctrico porque resolvi, qual filha solicita e sempre pronta a ajudar, abrir o portão para ela entrar. O problema é que ela tem comando e já tinha feito isso. O que aconteceu foi que eu fechei o portão quando ela ia entrar. Por sorte ela apercebeu-se da minha estupidez. São muitos anos de convivência.

Bem, a conversa está boa e começou por causa dos homens mas eu tenho mesmo de ir trabalhar. A todos, incluindo os homens, um resto de bom dia. 

publicado por Lacra às 15:29

Conversas do meu amigo imaginário
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
14

15
17
21

22
23
28

29
30


arquivos
2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
Obrigado pela visita!
blogs SAPO