17.12.09

O Sapo e o Escorpião

 

Um escorpião encontrava-se na beira de um lago. Vendo um sapo por ali, chamou-o e disse-lhe:

 

  • Amigo sapo, podias transportar-me para a outra margem do lago?
  • Não escorpião. Se eu fizer isso tu picas-me e morro, respondeu o precavido sapo.
  • Mas, sapo, se eu te picar morremos os dois afogados!, respondeu o escorpião.

O Sapo, reflectindo no que o escorpião lhe havia dito, respondeu:

  • Ok, escorpião, salta para as minhas costas.

Enquanto atravessavam o lago, o sapo sentiu uma forte picada nas costas. Voltando-se para o escorpião, disse:

 

  • Porque fizeste isso, escorpião? 
  • Tens de me desculpar, sapo, mas está na minha natureza.

Parte II

A Vaca e o Rato

 

O vento soprava forte e a neve caía com intensidade. Um rato gelava e tremia de frio quando encontrou uma vaca.

  • Vaca, ajuda-me a acabar com este frio ou morro!, disse desesperado.
  • Ratinho, não sei o que posso fazer por ti. Não me leves a mal mas usa a minha bosta para te aqueceres porque não vejo outra forma de te ajudar.

O Rato não gostou da ideia, mas não tendo outra solução aceitou meter-se em tal situação.

Estava no meio da bosta quando viu passar uma cobra que lhe perguntou:

 

  • Que te aconteceu amigo Rato?
  • Nada. Foi a forma que encontrei para me aquecer...
  • Queres ajuda para sair daí?
  • Se me ajudares, agradeço, respondeu com admiração.

 

A Cobra ajudou o ratinho a sair da bosta e logo de seguida, sem dizer uma palavra, engoliu o pequeno roedor de uma só vez.

 

Conclusão da história:

Nem sempre que te põe na merda te quer mal.

Nem sempre quem te tira da merda te quer bem.

 

publicado por Lacra às 15:29

Conversas do meu amigo imaginário
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
18
19

20
24
25

27
28
30


arquivos
2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
Obrigado pela visita!
blogs SAPO